Para mim, viver é Cristo

14 mar 2016 18:23Dom Jorge Alves Bezerra, SSS

“Para mim, viver é Cristo”
Fl 1,21


Feliz de quem vive a vida ressuscitada! A Páscoa é a vitória da vida sobre a morte. A partir da ressurreição, Cristo adquire uma força extraordinária, que se projeta na vida de todo cristão: bispo, padre, diácono, religioso, leigo. Num sermão ao povo, Santo Agostinho disse que saiu do ninho da fé antes de saber voar, mas o Senhor, na sua misericórdia, o recolheu e voltou a colocá-lo no ninho, para que não fosse pisado e morto pelos transeuntes. O bispo de Hipona percebeu que Deus se dá a conhecer sobretudo na misericórdia: a misericórdia que perdoa e a misericórdia que socorre a necessidade do pobre. A Páscoa é a misericórdia de Deus que restitui a vida em plenitude. A ação redentora de Cristo é uma graça que desce no mais íntimo do homem, onde só Deus penetra e restaura. A vida nova desperta o amor adormecido. Esse amor acende o fogo da paixão por Cristo e proporciona uma vida centrada em Deus. Cristo vive no homem ressuscitado. Viver é conviver e conviver é expor o ser, abrir o coração, deixar Deus agir e crescer até atingir a estatura da plenitude de Cristo. O estilo de vida nascido da Páscoa é marcado por ações misericordiosas. O homem novo é servo da ternura, porque para ele a misericórdia é um batismo de bondade. Quem celebra o mistério pascal comunga o amor para ser amor. Quem se nutre da Eucaristia e não pratica a misericórdia amarra os pés e as mãos de Deus, para que Ele não caminhe na direção do pobre, não o toque, nem o sirva. O cristão cujo coração é rico em misericórdia dá o seu amor aos que sofrem. Assim, ele se liga aos seus semelhantes pela compaixão e pela obediência da fé se une a Deus. Se o cristão deixar Cristo viver em si e se o homem novo entrar em ação, a Páscoa do Senhor se converterá em serviço ao próximo e exaltará a glória a Deus. Ao concluir esta breve mensagem pascal, recordo as palavras de santo Irineu de Lyon: “a glória de Deus é o homem vivo e a vida do homem é a visão de Deus”. “O homem vivo”: é aquele no qual Deus vive e reina. Essa graça foi comunicada amplamente por Jesus. Com ações e palavras, o Filho de Deus revelou a misericórdia do Pai e gerou vida em abundância para todos. “A visão de Deus”: sejamos firmes na fé, “porque o veremos tal como ele é” (1Jo 3,2). Antes de gozarmos da visão beatífica de Deus, no céu, devemos fixar o olhar em Jesus, para vermos o Pai na sua pessoa: “quem me vê, vê o Pai” (Jo 14,9). O homem novo é habitado por Cristo e vive constantemente na sua presença. A boa nova da sua vida consiste em fazer a vontade de Deus obstinadamente, mesmo que lhe custe a cruz e a morte. O mundo precisa de cristãos capazes de dar o máximo testemunho da fé. Irmãs e irmãos unidos a Cristo, suportem com paciência as provações, porque o caminho da glória é a cruz. Fixem seus corações no amor. Minha bênção! Feliz Páscoa da Ressurreição do Senhor!


Dom Jorge Alves Bezerra, SSS
Bispo diocesano de Paracatu - MG


© 2011 - Mitra Diocesana de Paracatu. Todos Direitos Reservados.

Desenvolvido por MNDTI


Acessos: 1.525.920