MATER DEI, ORA PRO NOBIS!

13 jun 2014 09:30

Caros membros do clero e agentes de pastoral, recentemente a história da Igreja foi marcada por acontecimentos importantes nos meses de abril e maio. Três novos santos foram canonizados: São José de Anchieta, São João XXIII e São João Paulo II. A canonização dos santos prova que o Espírito do Senhor age na Igreja e não se deixa intimidar pelas dificuldades dos tempos. Em cada época surgem provocações históricas que estimulam a busca da santidade e abrem caminhos novos para a edificação do Reino de Deus. Apesar da crise dos valores e da violência contra os Direitos Humanos que campeia no mundo e em nossa sociedade, acredito que surgirão santas e santos extraordinários na Igreja, gente que acredita no amor e o testemunha com a própria vida. O caos não inibe ação do Espírito. Além dessas maravilhas operadas pelo Senhor, a Igreja do Brasil, representada pelos seus bispos, realizou A 52ª Assembleia Geral da CNBB em Aparecida–SP. O tema central tratou da vida eclesial: “comunidade de comunidades: uma nova paróquia”. A conversão pastoral é uma exigência do nosso tempo, um desafio para o clero e demais agentes da evangelização. As pequenas comunidades com coordenação própria, atividades pastorais e administrativas é uma realidade em nossa Diocese. Só em Paracatu são mais de oitenta pequenas comunidades urbanas vinculadas às paróquias e diretamente comprometidas com a obra da evangelização. Outros temas relevantes como o laicato, que inclui a comunhão, a participação e protagonismo dos leigos na obra da evangelização; a liturgia, com destaque para a graça e arte de presidir, que se aprende aos poucos; a questão agrária, com ênfase na agricultura doméstica, foram assuntos estudados pelos bispos do Brasil. No que tange ao tema do laicato, as reflexões apresentadas não foram aprovadas como documento oficial, mas como texto de estudo, a ser remetido às dioceses para receber as contribuições dos fiéis e posteriormente passar pelo crivo da Assembleia dos Bispos (2015). De não menos importância foram os assuntos sobre a evangelização da juventude, eleições 2014, campanha contra a fome e o campeonato mundial de futebol. Como tarefa para a próxima assembleia ficou a revisão das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil. Enfim, a ação da Igreja nos diversos cenários da realidade brasileira visa compartilhar a vida das pessoas, especialmente das que mais sofrem. A proximidade física junto aos pobres é imprescindível, mas só essa vizinhança não basta. Nos ministros, ordenados ou não, a Palavra de Deus deve ser testemunho de vida. Para a ação pastoral ter credibilidade precisa dar o testemunho de uma vida unida a Cristo. Vida ressuscitada, aberta aos outros, apesar dos sinais de morte que nos rodeiam. No mês em curso, temos algumas solenidades importantes para bem espiritual da Igreja. Ascensão do Senhor: após o cumprimento fiel da sua missão salvífica, Jesus volta para o céu e promete o envio do Paráclito. A nós descei Divina Luz! Pentecostes: a vinda do Espírito Santo prometido por Cristo para conduzir e animar a Igreja no exercício da sua missão. Venha a nós o fogo do amor divino e nos inflame no ardor apostólico! Santíssima Trindade: expressão e fonte de amor, vida dinâmica e transbordante. Que tudo entre nós seja participado, comunicado, com recíproca doação e fraterna comunhão! “Corpus Christi”: expressão litúrgica da solenidade do santíssimo corpo e sangue de cristo. O povo enfeita as ruas com tapetes criativos para o Senhor passar. Passa e abençoa as pessoas, a cidade e de modo especial as famílias. Sejamos testemunhas e profetas da Eucaristia que celebramos! Natividade de São João Batista: o precursor, aquele que preparou o caminho do Senhor e o batizou no Rio Jordão. Ó Deus, dai-nos a coragem profética de João! Junto com o Batista, festeja-se também Santo Antonio, grande pregador e doutor da Sagrada Escritura. São João e Santo Antônio são igualmente venerados e festejados pelo Brasil afora. Suas festas populares atraem multidões e propiciam ricas experiências de fraternidade, oração e apostolado. Viva São João, viva Santo antÔnio! Solenidade do Sagrado Coração de Jesus: movimenta a Igreja em todas as dioceses e prelazias do brasil: Celebrações Eucarísticas, adorações, novenas, procissões, romarias, etc. Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em vós! Por fim, a solenidade de São Pedro e São Paulo: colunas fortes da Igreja. Pedro, o pescador, confirma os irmãos na fé e os conduz no caminho da salvação e da vida; Paulo, o apóstolo dos gentios, é missionário de Jesus Cristo por excelência e modelo de ação evangelizadora para a Igreja. Imitemos o zelo desses apóstolos pela obra de Deus! Irmãos, confiemos no Senhor e sejamos arautos do seu amor. Assim seja no exercício do nosso ministério. Meu abraço fraterno e bênção apostólica.

DOM JORGE ALVES BEZERRA, SSS
BISPO DIOCESANO DE PARACATU – MG

© 2011 - Mitra Diocesana de Paracatu. Todos Direitos Reservados.

Desenvolvido por MNDTI


Acessos: 1.525.188