Igreja Servidora

13 fev 2015 22:53

A campanha da Fraternidade 2015 tem o seu foco no serviço prestado pela igreja à sociedade brasileira. O Tema: “Fraternidade: Igreja e Sociedade”; o Lema: “Eu vim para servir” (Mc 10, 45), indicam proximidade, diálogo e ações pastorais nos diferentes extratos sociais. O Secretário Geral da CNBB e Bispo Auxiliar de Brasília, Dom Leonardo U. Steiner, apresentou o Texto Base e comentou suscintamente os quatro capítulos da forma que segue: “no Primeiro Capítulo são apresentadas reflexões sobre o “Histórico das relações Igreja e Sociedade no Brasil”, “A Sociedade Brasileira atual e seus desafios”, “O serviço da Igreja à Sociedade brasileira” e “Igreja – Sociedade: convergências e divergências”. Na Segunda Parte é aprofundada a relação Igreja e Sociedade à luz da Palavra de Deus, à luz do Magistério da Igreja e à luz da Doutrina Social. Já o Terceiro Capítulo debate uma visão social a partir do serviço, diálogo e cooperação entre Igreja e Sociedade, além de refletir sobre “dignidade humana, bem comum, e justiça social” e “o serviço da Igreja à Sociedade”. Nesta parte, o texto aponta sugestões pastorais para a vivência da Campanha da Fraternidade nas dioceses, além de histórico das últimas Campanhas e temas discutidos nos anos anteriores. O Último Capítulo do texto base apresenta os resultados da cf 2014, os projetos atendidos por região, prestação de contas do Fundo Nacional de Solidariedade de 2013 (FNS) e as contribuições enviadas pelas Dioceses, além de histórico das últimas Campanhas e temas discutidos nos anos anteriores”. (publicado no “site” da CNBB, aos 02/10/2014). Para estimular a comunhão eclesial, fortalecer o protagonismo dos leigos e dinamizar a ação evangelizadora, sugiro ao clero e aos agentes de pastoral a aquisição do texto base da cf 2015, bem como a leitura pessoal e o estudo em grupo. Assim, nossa Igreja Diocesana crescerá na consciência de que existe para evangelizar, orar e servir. Em toda a nossa Diocese há grande fome e sede Deus. Pastores, alimentem os fiéis, porque eles estão ávidos para saborear a Palavra, degustar a Eucaristia e praticar a caridade de Cristo. É preciso abrir o Reino para o povo, anunciar as maravilhas de Deus, ser presença de Cristo pelo dom de si mesmo. O ministério de Jesus foi marcado pela Kénosis e pela glorificação de Deus. Sua vida inteira foi consagrada ao serviço do Reino. O Senhor esteve no meio de nós como aquele que serve; portanto, não veio para ser servido, mas para servir. Certo de que o Tempo da Quaresma será bem aproveitado para avançarmos no caminho da conversão, desejo a todos frutuosos exercícios quaresmais em preparação à Páscoa do Senhor. Minha bênção e afetuosa saudação.

Dom Jorge Alves Bezerra, SSS
Bispo Diocesano de Paracatu - MG

© 2011 - Mitra Diocesana de Paracatu. Todos Direitos Reservados.

Desenvolvido por MNDTI


Acessos: 1.462.488